top of page

Chegou o verão! Precisamos falar sobre bronzeamento

Quem de nós mulheres nunca quis ficar com aquela marquinha de biquíni no verão e para isto fizemos algumas “artes” para acelerar este processo que deixariam qualquer esteticista de cabelo em pé?


Já ouvi de alguns clientes que costumavam passar na pele uma mistura de coca cola, urucum, óleo de amêndoa e cenoura batida no liquidificador antes de se deitar no sol da praia do meio dia.


No Brasil o bronzeado já é culturalmente enraizado. Aqui, por ser um país tropical, temos sol o ano todo e muitas praias e cachoeiras que estão entre as mais lindas do mundo, isto nos convida a aproveitarmos o nosso verão com a pele sempre exposta e consequentemente estamos sempre com a pele alguns tons mais escuros.


Afinal, o que é o bronzeado? Porque a pele escurece? E porque é tão polêmico e tão nocivo?


Primeiramente vamos entender que nossa pele possui um filtro solar natural chamado melanina. Este é um pigmento de tonalidade marrom que é produzido na camada mais superficial da nossa pele toda vez que a pele sofre alguma lesão. Algumas pessoas têm mais melanina e têm a pele naturalmente mais escura e algumas etnias possuem pouco deste pigmento, seriam as pessoas de pele bem clara.


Quando tomamos sol mais tempo do que a nossa pele aguentaria, automaticamente começamos a produzir mais melanina para escurecer a pele e formar este filtro natural que tenta prevenir o envelhecimento e doenças de pele.


Portanto, o bronzeado é uma reação a uma lesão. A sua pele escurece quando ela entende que está no limite, pois a radiação solar causa mutação genética e câncer de pele, e o bronzeado vai acontecendo com o intuito de proteger que isto aconteça.

Pessoas de pele clara não têm a capacidade de produzir muita melanina, por isso elas se queimam e se lesionam com muito mais facilidade quando se expõem ao sol.


Resumindo: o bronzeado é uma tentativa de sobrevivência da sua célula.

Obviamente, não é saudável expor a pele a tanta agressão por muito tempo. Por isso, a primeira recomendação de todo esteticista é: use filtro solar.


Mas, como dito no início, temos o bronzeado culturalmente aceito, o que faz com que, mesmo não sendo saudável, muitas pessoas tenham o hábito de manter a pele mais escura do que o natural e para isto recorrem a algumas técnicas que vem se popularizando na mídia.


Tipos de Bronzeamento


Solar Natural


A forma mais antiga e natural de acrescentar cor à pele. Os horários menos nocivos a esta prática seriam antes das 10h da manhã e após as 16h da tarde. O recomendado seria entre 20 a 30 minutos por dia.


Solar com Potencializadores (Bronzeadores Tópicos e Orais)


Para acelerar o processo, muitas pessoas têm o hábito de aplicar óleo bronzeador que potencializam a lesão e a queimadura, acarretando numa velocidade de produção de melanina muito maior do que seria naturalmente. Obviamente a lesão é muito maior e, também os riscos de câncer, envelhecimento, flacidez, estrias e manchas.


Artificial com Jato


É uma das formas mais recomendadas por profissionais da saúde e estética, pois não agride a pele, não mancha e não existe risco de câncer. Técnica é realizada por um aparelho de jato que emite um pigmento (muitas vezes natural) na superfície da pele deixando ela com aspecto de bronzeado natural. Este pigmento fica na pele por mais ou menos 15 dias e é eliminado totalmente em 1 mês, necessitando uma nova sessão.


Artificial com Câmara Ultravioleta


É considerada a pior forma de bronzeamento, pois já existem muitos estudos que comprovam que sua prática causa câncer de pele. Tanto que a ANVISA, órgão que regula as práticas de saúde do Brasil, proibiu esta forma de bronzeamento, considerando clandestinas e ilegais as clínicas que a praticam.


Cosmético Autobronzeador


Existem alguns cosméticos considerados autobronzeadores que podemos aplicar em forma de creme hidratante que vai pigmentar levemente a pele, de forma sutil e sem agredir, deixando a pele com aspecto natural e iluminada.


Particularmente, eu adoro esta opção é sem dúvidas é a forma que mais indico as minhas pacientes.

Portanto, a pele bronzeada, apesar de ser apreciada por muitos, traz consigo o envelhecimento precoce, a flacidez, estrias e manchas, inclusive o Melasma. O sol é fonte de energia e saúde, mas devido a sua potência, recomendamos no máximo 30 minutos de exposição por dia. Mais do que isso, é imprescindível o uso de filtro solar.


Tome sol com responsabilidade. Sua saúde e sua beleza agradecem.


 

Natália Ribeiro

Dermato Funcional e Fisioterapeuta

Fundadora Mais Top Estética, a maior rede de autoestima das Américas.



Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page