top of page

Pele escurecida nas áreas íntimas: Veja como podemos te ajudar

Atualizado: 27 de mar. de 2023

Nos últimos anos, se tornou comum o incômodo de boa parte da população com o escurecimento das regiões íntimas, gerando em muitos casos desconforto e insegurança.



O que é o escurecimento?

O escurecimento íntimo é causado pelo excesso de melanina (pigmento responsável pela coloração da pele) na região, conhecido também como hipercromia. Por ser uma região com uma grande quantidade de receptores hormonais, está mais propensa ao escurecimento, mas não é o principal fator.


O que causa o escurecimento?

Temos muitas causas possíveis e boa parte delas fazem parte do nosso dia a dia como:

  • Gestação;

  • Atrito de roupas justas ou íntimas;

  • Envelhecimento;

  • Tipos de depilação como a cera ou lâmina;

  • Obesidade;

  • Alterações hormonais;

  • Produtos químicos inadequados;

  • Inflamações ou alergias na região;

  • Genética.


Ao contrário do que boa parte das pessoas pensam, o escurecimento íntimo não tem relação com questões sexuais e nem está ligado a falta de higiene, e sim com os fatores que citamos acima.

E em alguns casos que não geram tanto incômodo podemos trabalhar com a prevenção e até mesmo com a manutenção do tratamento já realizado. Se atentem a essas dicas:

  • Dormir sem calcinha;

  • Deixar a região “respirar”;

  • Investir em depilações a laser ou fotodepilação;

  • Se atentar aos produtos utilizados na região, cuidado com os desodorantes;

  • Evitar roupas apertadas e de tecidos sintéticos.


O que podemos fazer?

Agora que já conhecemos o que é, a causa e como evitar o escurecimento, vamos ver como podemos melhorar essa questão que muitas vezes atrapalha na qualidade de vida do paciente, que começa a ter vergonha de utilizar um biquíni na praia ou uma roupa íntima. Alguns detalhes precisam ser avaliados para obtermos um tratamento de sucesso, como o fototipo (cor da pele), o tipo e a causa da mancha.


O Peeling Químico é uma boa opção de tratamento, com resultados eficazes e que cabem no bolso. Funciona através de ácidos que promovem a descamação e renovação da região, diminuem o processo inflamatório e a hiperpigmentação resultando em uma pele mais uniforme, clara e hidratada. O Peeling pode ser realizado nas axilas, região interna da coxa, gluteos, parte anal e até nos mamilos.


Os resultados costumam aparecer na primeira sessão mas são indicados sempre 10 ou mais, dependendo do que foi avaliado por um profissional da área. O tratamento de Peeling Químico possui contraindicações, em caso de dúvidas, consulte o seu ginecologista.


E lembre-se que cada pessoa é única e cada região íntima também.

Sinta-se sempre confortável e confiante em ser você!

 

Maria Eduarda de Castro

Esteticista e Cosmetóloga, especialista em Cosmetologia Clínica

Supervisora de Treinamentos na Mais Top Estética, a maior rede de autoestima das Américas.





Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page